Vestuaristas de Massaranduba aprovam pauta de reivindicações

Os vestuaristas de Massaranduba aprovaram por unanimidade a pauta de reivindicações da Campanha Salarial deste ano em Assembleia Geral realizada no dia 23 de fevereiro, no salão paroquial Nossa Senhora Auxiliadora. A Campanha Salarial é unificada com os vestuaristas dos municípios de Massaranduba, Timbó, Pomerode e Indaial e todos reivindicam aumento real de salário e melhores condições de trabalho. O STIVestuário de Jaraguá do Sul e Região é quem negocia em nome dos vestuaristas de Massaranduba com a classe patronal de Blumenau. A data-base é 1° de abril. As trabalhadoras e trabalhadores presentes à Assembleia também aprovaram a Contribuição Negocial Laboral em favor do Sindicato.

No total, a proposta de acordo coletivo dos Vestuaristas de Massaranduba compreende 77 cláusulas econômicas e sociais. Entre as mais significativas está o aumento de salário. A categoria almeja conquistar aumento real, mais a inflação do período. Aumento do piso salarial, redução de jornada de trabalho para 40 horas semanais, garantia de auxílio creche para todas as crianças até 3 anos de idade (filhos de vestuaristas) e que todas as rescisões sejam feitas no Sindicato, independentemente do tempo de serviço do trabalhador, estão entre as reivindicações.

O presidente do STIVestuário, Gildo Antônio Alves salientou a necessidade da união da categoria para o sucesso da Campanha Salarial. Ele também fez um balanço sobre a situação do Sindicato depois da aprovação da antirreforma trabalhista, em novembro de 2017, que aniquilou com os direitos da classe trabalhadora e acabou com o custeio dos Sindicatos, que ficaram sem meios financeiros de sobrevivência. Para vencer essa crise, o Sindicato pediu a colaboração dos vestuaristas para que concordem com o desconto de um dia de trabalho, neste mês de março, em favor do Sindicato.

Consciência de classe e solidariedade

Vestuaristas que compareceram à Assembleia de sábado responderam “sim “ ao apelo do Sindicato, assinaram e concordaram em colaborar com um dia de trabalho do mês de março  em favor do Sindicato e apenas para o Sindicato. A resposta positiva encontrada em Massaranduba foi gratificante para a diretoria do STIVestuário. “Informar a classe trabalhadora sobre o que representa essas antirreformas do governo é vital para que tenhamos força de barrar esse retrocesso, esses ataques nunca vistos à classe trabalhadora”, afirmou Gildo, ao se referir a destruição da CLT com a aprovação da antirreforma trabalhista e da proposta de antirreforma da Previdência, já em tramitação e que vai simplesmente acabar com a aposentadoria dos trabalhadores”.

A costureira Rosimeri Godalin assinou o formulário para contribuir com o Sindicato: “Resolvi assinar porque a gente precisa do Sindicato, de alguém que lute pelos nossos direitos. Hoje cada vez mais querem extinguir nossos direitos, deixar o empregado mais fraco, por isso, de todo jeito a gente deve contribuir”, defende. Já a trabalhadora Cleunice Marcelino, que também disse “sim” ao Sindicato, justifica: “A gente quer que o Sindicato ajude e continue nos ajudando para sermos mais fortes, para não perdermos os nossos direitos”. A trabalhadora Luzia Tognoli afirma que “a gente precisa muito do Sindicato, tem que valorizar porque é o nosso meio de recorrer em busca de nossos direitos”. Antes do encerramento da Assembleia, os assessores jurídicos do Sindicato, advogados Cláudio e Cleverson Selhorst explicaram pontos da Reforma da Previdência do governo Bolsonaro e advertiram para a necessidade de barrarmos mais este ataque aos direitos da classe trabalhadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code