:::: Outubro Rosa ::::   Atualizado recentemente!


Mês de lembrar a necessidade de prevenção ao câncer de mama

A categoria do Vestuário é preponderantemente feminina e são vários os casos de trabalhadoras vítimas do câncer de mama. O STIVestuário aproveita a campanha Outubro Rosa para fazer um alerta a todas as companheiras para que dêem atenção à prevenção a esta doença. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais freqüente no mundo. É o mais comum entre as mulheres. Ao todo, são 57 mil novos casos de câncer no Brasil a cada ano, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer.

Segundo especialistas, os motivos vão desde a reprodução – as mulheres engravidam tarde, poucas vezes, e amamentam pouco tempo. A reposição hormonal exagerada na menopausa também aumenta o risco, além da obesidade, cigarro e questões alimentares. As chances de cura são de até 97% se a mulher buscar tratamento na fase inicial da doença.

Com a realização cada vez mais freqüente da mamografia tem-se diagnosticado o câncer de mama no Brasil em fases mais precoces o que aumenta as chances de cura. Hoje a maioria dos casos diagnosticados no Brasil não se encontra mais em fases avançadas. Mas precisamos melhorar ainda mais, e isto será alcançado quando todas as mulheres tiverem acesso a mamografia de qualidade uma vez ao ano, a partir do 40 anos de idade.

Exemplo de luta

A vida da vice-presidente do STIVestuário, Rosane Sasse, estava normal até o ano passado, quando foi diagnosticada com tumor maligno de mama, logo após um exame preventivo de rotina. “Foi uma surpresa total na minha vida, toda a pessoa perde o chão e a primeira ideia que me veio à mente foi a morte; mas no momento seguinte comecei a agradecer a Deus porque a prevenção foi fundamental para a minha cura”, conta Rosane. Para ela, as pessoas precisam conversar muito sobre isso: “Em muitos anos de minha existência sempre me empenhei na campanha mas, agora, me dou conta da profundidade e necessidade de nos envolvermos todos nessa luta”.

Rosane continua sob acompanhamento com mastologista e em tratamento, mas dá um conselho para cada mulher e homem – “vem aí o Novembro Azul, de prevenção ao câncer de próstata”, lembra: “Sou a prova viva de que a prevenção salva”. Bastante religiosa, a vice-presidente do Sindicato atribui a Deus toda a força que teve para lutar contra a doença: “Deus dá os fardos para a gente carregar, por alguma razão, para algum crescimento espiritual da gente”. Quanto ao tratamento, Rosane adianta que a medicina evoluiu muito. “Não é fácil mas, com o passar dos dias, a gente percebe que, alem do tratamento médico, temos que nos fortalecer espiritualmente, nos cercar do amor dos amigos e da família”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *